Buscar
  • Maria Helena Rodrigues

Encontrei um caminho de “VOLTAR à VIDA”

“Fragmentos” do livro RESILIÊNCIA, FORÇA E LIDERANÇA

Movida pela simples razão de que eu deveria fazer algo com minha vida, que tivesse uma significância e um sentido maior para abandonar meu estado de sofrimento, onde me sentia confortavelmente enlutada e me entendia merecedora em estar naquela situação, acordei! A razão finalmente se sobrepôs aos meus sentimentos. A decisão estava tomada, agora era apenas escolher o que fazer, como fazer e qual a razão de fazer, a relevância e o impacto que teria esse propósito na minha vida e na de outras pessoas.

No entanto, o medo e insegurança me enveloparam e já não tinha mais certeza de nada, apenas que precisava urgentemente sair daquela situação obscura a qual me mantinha presa, rodopiando no meu próprio rabo. Com a mente borbulhado de ideias acabei encontrando sozinha meios e forças que desconhecia ou não tinha consciência da existência de meus recursos internos para alçar voo para outra travessia.

Afinal, uma mãe não tem o direito de sobreviver a vida de um filho, era o sentimento e pensamento que martelavam, constantemente, na minha mente. Emoções conflitantes e intensas não combinam com o raciocínio lógico, mesmo que alguém demonstre, claramente, que não é absolutamente sua culpa estar viva.

Procurei, silenciosamente, sem muito estardalhaço, para não despertar o retorno de meu estado letárgico, alguma área onde houvesse a oportunidade de eu trabalhar com pessoas e pudesse, de alguma forma, auxiliar em suas dores, anseios, situações e dificuldades.

Assim, abrindo o computador e entrando ao acaso na internet, em uma tarde escura e chuvosa, quando ainda permanecia em meu refúgio, encontrei o que estava procurando ou estava sendo procurada por Ele, ser Coach.

No meu contexto, consegui fazer parte de um mundo evoluído, o qual entendo, habitado por pessoas do bem. Minha vivência, atualmente, está relacionada na certeza de um crescimento humano, em ter consciência que o erro faz parte do aprendizado, em estar constantemente em busca de conhecimento, ter compaixão, ética e respeito profundo às emoções do outro.



2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo